Select Page

PORQUE TRABALHAR PELA CULTURA DE SUSTENTABILIDADE

MARILENA LINO DE ALMEIDA LAVORATO
04/01/2017

mao_sustentabilidade_m

Vivemos diariamente o desafio da sobrevivência sob várias formas. O mercado exigindo competência, e a vida, coragem. Vitoriosos serão aqueles que conseguirem se manter coerentes em suas convicções. A coerência dará legitimidade (e sustentação) as conquistas.

Pode ser um pouco filosófico, mas é assim que entendo a sustentabilidade em nossas vidas. Norteando nossas escolhas e decisões, quer sejamos Pessoa Fisica (PF) ou Juridica (PJ). Não há como separar a conduta de um ou de outro, já que somos responsáveis por escolhas e nossas práticas impactam o meio em que estamos. Seja no âmbito pessoal ou profissional.

A Cultura de Sustentabilidade é nossa maior aliada. Preserva a vida, respeita as diferenças, promove a paz, e pensa no futuro.

Que o êxito depende do conhecimento e da habilidade é certo. Mas se não for também sustentável, será um êxito com prazo de validade, portanto, questionável.  Na cultura de sustentabilidade, o futuro (seu e das próximas gerações) é sempre levado em consideração. Se tudo que fizer, planejar ou praticar, não levar em conta os impactos atuais e futuros nos ambientes social, ambiental e econômico, certamente não tem a cultura da sustentabilidade em seu DNA. E se assim for, será uma pena. A sustentabilidade é um caminho sem volta. Mais cedo ou mais tarde, será compulsório pensar e agir dentro dos seus princípios, porque é o único caminho para a preservação da vida com qualidade e paz.

A Cultura de Sustentabilidade é nossa maior aliada sob qualquer aspecto de ordem universal e de interesse coletivo. Preserva a vida, respeita as diferenças, promove a paz, e pensa no futuro, entre outras coisas. Em outras palavras, é o “Modus Operandi” para assegurar o seu futuro e o das próximas gerações, ao mesmo tempo em que se constrói um mundo melhor.

Tudo passa pela cultura (de sustentabilidade ou da insustentabilidade). Do planejamento familiar a escolha da matriz energética de um empreendimento ou país (política pública). É a cultura das pessoas que define suas escolhas – e por consequência, constrói o futuro dos povos e nações.

Se tivéssemos que classificá-la (a sustentabilidade) em um dos agrupamentos científicos seria impossível. Ela é muito maior e está presente em todos eles. Seus princípios, diretrizes, modus operandi, estariam nas ciências exatas, humanas e sociais.  A sustentabilidade é escolha, é prática, é dia a dia, é portanto, Cultura.

Marilena Lino de Almeida Lavorato é ambientalista, Fundadora do Instituto MAIS de Cultura da Sustentabilidade, e idealizadora do Programa Benchmarking Brasil de certificação de boas práticas socioambientais